domingo, 17 de maio de 2009

Quadrilha


A primeira vez que Mariana viu esse poema de Drummond ela sabia que algum dia seria útil. Assim como a primeira vez que viu Roni, gostou dele imediatamente.Mas não foi aquele gostar de paixão, foi um gostar diferente. Gostou da pessoa dele, ele chegara fazendo piadas e provocando risos em todos, distribuindo simpatia e charme.
Mas ela nunca teria chance com ele, era pobre demais, pobre mesmo; e ele, além de charme e simpatia esbanjava grana.

Uma outra vez, Mariana conheceu Ernando, este sim, foi uma paixão enlouquecedora, daquela que fazia Mariana pensar em romper todas as barreiras e leis por um amor, amor este que seria impossível também, porque Mariana descobriu que Ernando amava Daniela, embora desse muita atenção para Mariana.
Mais tarde, ela descobrira que o motivo de tanta atenção era provocar ciúmes em Daniela.

Já com Alex, ah, O Alex, esse sim foi o grande amor da Mariana. Mas você acha que ela viveu esse amor? Que foi correspondida??? Já sabemos que não.
Quando conheceu Alex, ele era apenas legal, Divertido talvez, ela não tinha certeza.
Alex insisitiu tanto que Mariana aceitara tomar um suco com ele e depois, uma carona até o portão de casa. Alex a beijara, como ninguém fizera antes. Naquele beijo, singularmente, Mariana o amara. Como jamais amaria alguém e, estranhamente, ela sabia disso.
Dias depois, após alguns telefonemas e simples momentos, Alex a abandonara.Fora tentar a vida na cidade grande e Mariana, mais uma vez, pôs -se a chorar. Soube que Alex amara Ana, que o abandonou para viver com Jairinho.Depois, Alex se apaixonara por Guilhermina, que era hippie e fumava maconha todos os dias.
E lá estava Mariana, no caracol da vida, procurando por um balancê que durasse mais que umas voltinhas. Não queria cumprimentar os noivos; queria ser a noiva.
No caminho da roça, sempre havia a esperança de que a ponte quebrasse ou talvez chovesse, e que essa chuva trouxesse seu amor.
Quem sabe uma cobra venenosa surgisse para atacar Mariana, e seu amor aparecesse para salvá-la.
Outro dia Mariana recebeu um convite de um rapaz para sair, mas ficou com tanto medo que chamou todas as suas amigas para ir junto, assim com tantas amigas engraçadas por perto ela nunca iria se apaixonar.De repente, ela levanta para ir ao banheiro e encontra Roni que abraçava Valquíria, que já estava apaixonada por ele.
Houve ainda o Zezinho, que chamou Mariana para ir tomar vinho, mas Mariana estava com preguiça e não foi. Então Zezinho chamou Paola, uma das amigas engraçadas que estavam no bar quando Mariana encontrou Roni. Paola, que amava Kleber e Claudião divertia-se com Zezinho, que tentara Mariana antes.
No caminho para o banheiro do bar, ao deparar- se com Roni, abaixa a cabeça, vai ao banheiro, olha-se no espelho, procura saber quem ela realmente é e lembra -se de algo que lera na quinta série:

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

Nenhum comentário:

http://i470.photobucket.com/albums/rr65/srmpp/lilas.jpg

http://i470.photobucket.com/albums/rr65/srmpp/lilas.jpg

AbcBlogs

Site certificado
Voos baratos
voos baratos
voli low cost